Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/4080
Título: Caracterização físico-química e atividade antioxidante do mel da abelha Jataí (Tetragonisca angustula) proveniente de diferentes regiões do estado do Paraná
Título(s) alternativo(s): Physical and chemical characterization and antioxidant activity of honey of the Jataí bee (Tetragonisca angustula) from different regions of the state of Paraná
Autor(es): Lopes, Any Ellen Prestes
Orientador(es): Dias, Lúcia Felicidade
Palavras-chave: Mel
Físico-química - Análise
Compostos bioativos
Fenóis
Mel - Legislação
Abelhas sem ferrão
Honey
Chemistry, Physical and theoretical - Analysis
Bioactive compounds
Phenols
Honey - Law and legislation
Stingless bees
Data do documento: 24-Abr-2019
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Londrina
Citação: LOPES, Any Ellen Prestes. Caracterização físico-química e atividade antioxidante do mel da abelha Jataí (Tetragonisca angustula) proveniente de diferentes regiões do estado do Paraná. 2019. 62 f. Dissertação (Mestrado em Tecnologia de Alimentos) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, 2019.
Resumo: A abelha Jataí (Tetragonisca angustula) elabora um mel diferenciado sensorialmente, com características em sabor e aroma genuíno, produto nobre de especiais qualidades: fino, suave, levemente azedo que o difere dos outros méis, um produto que apresenta parâmetros físico-químicos particulares quando comparado a Apis mellifera. Diante deste contexto, este trabalho tem por objetivo avaliar as características físico-químicas (acidez total e titulável, açúcares redutores, cinzas, pH, sólidos insolúveis em água e umidade), teste de adulterantes (Fiehe, Lugol e Lund) conforme Instrução Normativa 11, de 20 de outubro de 2000, a qual contempla parâmetros físico-químicos do mel de abelhas Apis mellifera. Avaliou-se a atividade antioxidante do mel da abelha Jataí (Tetragonisca angustula) frente ao radical DPPH considerando o EC50 e o teor de fenólicos totais pelo método Folin-Ciocalteau. Os dados foram tratados pelo programa estatístico BIOESTAT 5.0, a modelagem utilizada foi à estatística descritiva para levantamento da medida central média e valores máximos e mínimos observados. Em relação aos parâmetros físico-químicos, obtiveram-se, as seguintes médias, mínimos e máximos: acidez 68,99 meq/kg (37,55 a 116,94 meq/kg), açúcares redutores 64,59% (53,91 a 83,67%), cinzas 0,27% (0,04 a 0,54%), pH 3,87 (3,49 a 4,41), sólidos insolúveis 4,54% (1,93 a 5,85%) e umidade 25,74% (23,40 a 29,20%). Apenas os resultados para cinzas e teste de adulterantes atendem a legislação vigente para mel. Em relação às análises de antioxidantes, para o DPPH a média do EC50 foi de 252,90 mg/L (192,06 a 379,78 mg/L) e o teor de fenólicos totais obteve média de 38,01 mg/100g (23,05 a 79,35 mg/100g) em ácido gálico. Os resultados obtidos nesta pesquisa confirmam que a legislação atual de mel para Apis mellifera não engloba as características físico-químicas do mel da abelha Jataí (Tetragonisca angustula), sendo assim, este trabalho soma-se a estudos correlatos para num futuro próximo obter-se um padrão junto a órgãos oficiais, buscando uma legislação específica, com mais informações para o consumo deste produto e expõe a carência de estudos sobre os compostos bioativos presentes no mel da abelha Jataí.
Abstract: The Jataí bee (Tetragonisca angustula) produces a differentiated honey with genuine sensorial characteristics and exceptional qualities: fine, soft, slightly sour that differs from other honeys, a product that presents particular physical and chemical parameters when compared to Apis mellifera. The objective of this study was to evaluate the physico-chemical characteristics (total and titratable acidity, reducing sugars, ash, pH, insoluble solids in water and moisture), adulterants test (Fiehe, Lugol and Lund) according to Normative Instruction 11, October 20, 2000, which includes physicochemical parameters of honey bee Apis mellifera. The antioxidant activity of the honey of the Jataí (Tetragonisca angustula) bee against the DPPH radical was evaluated considering the EC50 and the total phenolic content by the Folin-Ciocalteau method. The data were treated by the statistical program BIOESTAT 5.0, the model used was the descriptive statistic for the survey of the average central measurement and the maximum and minimum values observed. In relation to the physical-chemical parameters, the following minimum and maximum averages were obtained: acidity 68.99 meq/kg (37.55 to 116.94 meq /kg), reducing sugars 64.59% (53.91 to 83.67%), ash 0.27% (0.04 to 0.54%), pH 3.87 (3.49 to 4.41), insoluble solids in water 4.54% (1.93 to 5, 85%) and humidity 25.74% (23.40 to 29.20%). Only results for ashes and adulterants test comply with current honey legislation. In relation to the antioxidant analyzes, for the DPPH the mean EC50 was 252.90 mg / L (192.06 to 379.78 mg / L) and the total phenol content reached a mean of 38.01 mg / 100g ( 23.05 to 79.35 mg / 100g) in gallic acid. The results obtained in this research confirm that the current honey legislation for Apis mellifera does not encompass the physicochemical characteristics of the honey of the Jataí (Tetragonisca angustula) bee, and this work is in addition to related studies for the near future a pattern next to official organs, seeking a specific legislation, with more information for the consumption of this product and exposes the lack of studies on the bioactive compounds present in honey of the Jataí bee.
URI: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/4080
Aparece nas coleções:LD - Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Alimentos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LD_PPGTAL_M_ Lopes, Any Ellen Prestes_2019.pdf
  Disponível a partir de 2019-11-18
804,33 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir Solicitar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.