Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5434
Título: Leveraging automated web tests into model-based testing
Autor(es): Mattiello, Guilherme Ricken
Orientador(es): Endo, Andre Takeshi
Palavras-chave: Software - Testes
Interface gráfica com o usuário (Sistemas de computação)
Banco de dados orientado a objetos
Computer software - Testing
Graphical user interfaces (Computer systems)
Object-oriented databases
Data do documento: 29-Abr-2020
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Cornelio Procopio
Citação: MATTIELLO, Guilherme Ricken. Leveraging automated web tests into model-based testing. 2020. Dissertação (Mestrado em Informática) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Cornélio Procópio, 2020.
Resumo: Contexto: Os métodos ágeis têm impulsionado práticas de execução automática de casos de teste, as quais tem sido adotadas em diferentes níveis de teste, desde testes de unidade até os testes de sistemas em interface gráfica (GUI). Porém, as ferramentas que apoiam o teste automatizado focam na execução, deixando a geração dos casos testes como uma tarefa manual. Desta forma, a abordagem de Teste Baseado em Modelo (TBM) estuda a geração de casos de teste automatizada por meio de modelos, os quais são utilizados para derivar os casos de teste em um fluxo top-down, onde o modelo é criado e dele são extraídos os casos de teste que posteriormente são executados. Entretanto, considerando que a implementação de testes e, atualmente, responsabilidade do próprio desenvolvedor, o testador pode se deparar com um cenário onde já exista uma suíte de testes que deva ser reutilizada para produzir novos testes baseados em modelo. Objetivo: Este trabalho tem como objetivo apresentar uma abordagem que utiliza testes automatizados existentes para facilitar a adoção de TBM neste cenário, permitindo a reutilização de testes GUI para derivar novos casos de teste. Para apoiar a avaliação da abordagem foi desenvolvida uma ferramenta que utiliza o padrão PageObjects para a abstração e estruturação dos casos de teste existentes, e modelos baseados em eventos. Método: A ferramenta desenvolvida para avaliar a abordagem, chamada MoLeWe, suporta as três etapas da abordagem: inferência do modelo, extensão do modelo e geração dos casos de teste. O experimento conduzido contou com a participação de 18 estudantes, os quais desenvolveram casos de teste em Java com o padrão PageObjects, para 9 aplicações web. A ferramenta gerou modelos para os projetos de teste desenvolvidos, os quais foram estendidos e utilizados para gerar novos casos de teste. Resultados: O estudo experimental coletou dados como cobertura de linha dos novos casos de teste gerados, tempo de execução, esforço gasto para gerar novos casos de teste e informações que atestaram a viabilidade da abordagem e reuso das suítes de teste existentes. Em média, a cobertura de linha aumentou 38,97% com os novos casos de teste, os tempos de execução de inferência do modelo e geração dos casos de teste forneceram evidências de crescimento linear em relação ao tamanho dos projetos e a abordagem se mostrou viável, reaproveitando grande parte das suítes de teste existentes, visto que, em media, 70,54% dos novos eventos criados já estavam concretizados.
Abstract: Background: Agile methods have driven automated execution of test cases, which have been adopted at different test levels, from unit testing to GUI testing. However, the tools that support automated testing focus on execution, leaving the generation of test cases as a manual task. In this way, the model-based testing (MBT) approach studies the generation of automated test cases through models, which are used to derive the test cases in a top-down workflow, where the model is created and from it are extracted the test cases that are subsequently executed. However, since testing implementation is currently the developer’s own responsibility, the tester may come across a scenario where there is already a test suite that must be reused to produce new model-based tests. Objective: This work aims to present an approach that uses existing automated tests to facilitate the adoption of MBT in this scenario, allowing the reuse of GUI tests to derive new test cases. To support the evaluation of the approach, we developed a tool that uses the PageObjects pattern for the abstraction and structuring of existing test cases in event-based models. Method: The tool developed to evaluate the approach, called MoLeWe, supports the three steps of the approach: model inference, model extension and test case generation. The experiment was conducted with 18 students, who developed test cases in Java with the PageObjects pattern for 9 web applications. The tool generated models for the developed test projects, which were extended and used to generate new test cases. Results: The experimental study collected data such as line coverage of the new test cases, execution time, effort spent to generate new tests and information that gave evidence of the feasibility of the approach and reuse of the existing test suites. On average, line coverage increased by 38.97% with the new test cases, the execution time gave evidence of linear growth in relation to the size of the projects and the approach proved feasible, reusing most of the existing test suites, since, on average, 70.54% of the new events created were already concretized.
URI: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5434
Aparece nas coleções:CP - Programa de Pós-Graduação em Informática

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CP_PPGI_M_Mattiello,_Guilherme_Ricken_2020.pdf3,23 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.