Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3589
Título: Potencial tecnológico da Aloe arborescens como biopolímero no tratamento de água
Título(s) alternativo(s): Technological potential of Aloe arborescens as biopolymer in the treatment of water
Autor(es): Sasso, Aline
Orientador(es): Rocha, Raquel Dalla Costa da
Palavras-chave: Aloe
Biopolímeros
Testes de toxicidade
Compostos bioativos
Água - Purificação
Biopolymers
Toxicity testing
Bioactive compounds
Water - Purification
Data do documento: 31-Jul-2018
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Pato Branco
Citação: SASSO, Aline. Potencial tecnológico da Aloe arborescens como biopolímero no tratamento de água. 2018. 81 f. Dissertação (Mestrado em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, 2018.
Resumo: A utilização extensiva do sulfato de alumínio no tratamento de água destinado ao consumo humano tem causado problemas no meio ambiente e na saúde humana. Para solucionar este problema no tratamento de água, o uso de um biopolímero como coagulante alternativo, de baixo custo e biodegradável, é estudado neste trabalho. Os biopolímeros são gerados por organismos vivos e apresentam grandes vantagens sobre os coagulantes e floculantes inorgânicos no tratamento de água, pois seu uso aumenta a biodegradabilidade no resíduo gerado ao final do processo. Neste trabalho o biopolímero utilizado foi à mucilagem de Aloe arborescens, a qual traz muitos benefícios para o meio ambiente e a saúde humana. As análises de caracterização da mucilagem compreenderam: umidade, resíduo mineral fixo, fibra bruta, proteínas, carboidratos, lignina, lipídios, atividade de água, pH, PCZ, IV-TF, MEV e análise termogravimétrica. O tratamento seguiu um planejamento experimental utilizando delineamento composto central rotacional 2³, sendo as variáveis dependentes: concentração do biopolímero, concentração do sulfato de alumínio e tempo de decantação, a fim de analisar as variáveis respostas turbidez e compostos orgânicos em 254 nm. A água foi caracterizada antes e após o tratamento, as análises compreendidas foram: DQO, DBO, STD, dureza total, cálcio, magnésio, turbidez, compostos orgânicos em 254 nm, coliformes totais e E. coli, destacando a redução da turbidez (91,29%) e matéria orgânica (17,64%). Foram realizados testes de ecotoxicidade nas amostras de água em dois níveis tróficos, que não apresentaram toxicidade. O potencial biotecnológico da Aloe arborescens para o tratamento de água foi satisfatório nos parâmetros avaliados.
Abstract: The use extensive of aluminum sulphate in the treatment of water intended for human consumption has caused problems in the environment and in human health. In order to remedy this problem in water treatment, the use of a biopolymer as an alternative coagulant, low cost and biodegradable, is studied in this work. Biopolymers are generated by living organisms and have great advantages over coagulants and inorganic flocculants in the treatment of water, because its use increases the biodegradability in the residue generated at the end of the process. In this work the biopolymer used was the mucilage of Aloe arborescens because it has many benefits for the environment and human health. The mucilage characterization analyzes understood: moisture, fixed mineral residue, crude fiber, proteins, carbohydrates, lignin, lipids, water activity, pH, PCZ, IV-TF, MEV and thermogravimetric analysis. The treatment followed na experimental planning using central composite rotational design 2³, being the dependent variables: biopolymer concentration, aluminum sulphate concentration and settling time, in order to analyze the variables responses turbidity and organic compounds at 254 nm. Water was characterized before and after treatment, the analyzes understood were: DQO, DBO, STD, total hardness, calcium, magnesium, turbidity, organic compounds in 254 nm, total coliforms and E. coli, highlighting the reduction of turbidity (91.29%) and organic matter (17.64%). Were done ecotoxicity tests in water samples at two trophic levels, which presented no toxicity. The biotechnological potential of Aloe arborescens for water treatment was satisfactory in the evaluated parameters.
URI: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3589
Aparece nas coleções:PB - Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PB_PPGTP_M_Sasso, Aline_2018.pdf
  Disponível a partir de 5000-01-01
1,93 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir Solicitar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.