Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3312
Título: Avaliação de riscos biomecânicos na saúde ocupacional por meio de imagens infravermelhas
Título(s) alternativo(s): Evaluation of biomechanical risks in occupational health by infrared images
Autor(es): Rocha, Liege da Fonseca
Orientador(es): Barros, Frieda Saicla
Palavras-chave: Biomecânica - Avaliação de riscos
Imagens
Espectro infravermelho
Dor lombar
Ambiente de trabalho
Doenças profissionais - Prevençao
Trabalho - Saúde
Termômetros e termometria
Pesquisa quantitativa
Engenharia biomédica
Biomechanics - Risk assessment
Pictures
Infrared spectra
Backache
Work environment
Occupational diseases - Prevention
Labor - Health
Temperature measurements
Quantitative research
Biomedical engineering
Data do documento: 28-Jun-2018
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Citação: ROCHA, Liege da Fonseca. Avaliação de riscos biomecânicos na saúde ocupacional por meio de imagens infravermelhas. 2018. 126 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Biomédica) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2017.
Resumo: Este trabalho tem por objetivo avaliar os riscos biomecânicos por meio da Termografia (imagens infravermelhas) das queixas subjetivas de dor, de servidores públicos que trabalham de maneira estática (sentada) no ambiente de trabalho. Trata-se de uma pesquisa do tipo caso-controle, quantitativo no qual na primeira fase da pesquisa foi aplicado o questionário de avaliação de dor e Protocolo de LIKS (Lilian Inês Kuhnl Scandelari), com a finalidade de determinar a prevalência da dor osteomuscular deste um grupo de servidores e que estes estivessem relacionados à atividade laboral, assim como o exame físico na segunda fase. Na terceira fase da pesquisa, foram avaliados vinte participantes da pesquisa, com idade entre 31 e 71 anos, no geral cada participante foi submetido a duas coletas de imagem termográfica. Foram coletadas imagens nas regiões cervical e lombar, em três períodos do dia de trabalho, sendo o primeiro no início da manhã, o segundo no meio do expediente e o terceiro no final do período laboral. Após a coleta, as imagens foram analisadas pelo software especifico do equipamento termográfico. Todos os grupos RC (Região Cervical), RL (Região lombar), RCC (Região de Controle Cervical) e RCL (Região de Controle Lombar) apresentaram aumento de temperatura durante o período laboral. Estes dados foram analisados estatisticamente pelo teste Kruskal Wallis de normalidade, com intervalo de confiança (IC 95%), rejeitada a hipótese nula da correlação dos resultados dos termogramas com a avaliação subjetiva de EVA. Desta forma, cada caso foi interpretado individualmente com relação a sua sintomatologia dolorosa, simetria bilateral e EVA (Escala Visual de Dor). Nos resultados apresentaram 70% dos servidores com dor lombar com IMC em sobrepeso e obesidade, na análise das imagens termográficas, a questão de posição estática, sobrecarga muscular decorrente a má postura acarreta hiperradiação local. Os resultados encontrados sugerem a termografia (imagens infravermelhas) como uma ferramenta de avaliação da dor osteomuscular no ambiente de trabalho.
Abstract: This work aims to evaluate the biomechanical risks through the Thermography (infrared images) of the subjective complaints of pain, from public employees who work in a static (sitting) way in the work environment. This is an observational, transversal and qualitative study, where in the first phase of the study, an evaluation of pain survey and the LIKS (Lilian Inês Kuhnl Scandelari) i protocol were applied, in order to determine the prevalence of musculoskeletal pain in these group of employees and that they were related to the work activity, as well as the physical examination in the second phase. In the third phase of the research, twenty participants were evaluated, with ages between 31 and 71 years, where each participant was submitted to two thermal imaging collections. Images were collected in the cervical and lumbar regions, in three periods of the workday, the first in the early morning, the second in the middle of the workday, and the third at the end of the work period. After the collection, the images were analyzed by the specific software of the thermographic equipment. All RC groups (Cervical region), RL (Lumbar region), RCC (Cervical Control Region) and RCL (Lumbar Control Region) showed increasing of temperature during the work period. These data were statistically analyzed by the Kruskal Wallis test of normality, with a reliability interval (95% IC), rejecting the null hypothesis of the correlation of the thermograms results with the subjective evaluation of EVA. In this way, each case was interpreted individually respecting its painful symptoms, bilateral symmetry and EVA (Visual Pain Scale). In the results presented 70% of the servers with lumbar pain with IMC in overweight and obesity, in the analysis of thermographic images, the question of static position, muscle overload due to poor posture causes local hyper radiation. This technique can help occupational health by providing preventive interventions, avoiding musculoskeletal complications.
URI: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3312
Aparece nas coleções:CT - Programa de Pós-Graduação em Engenharia Biomédica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_PPGEB_M_Rocha, Liege da Fonseca_2018.pdf6,54 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.