Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3283
Título: Avaliação da atividade antifúngica e antibacteriana do óleo essencial de alecrim (Rosmarinus officinalis) na aplicação em extrato de tomate
Título(s) alternativo(s): Evaluation of the antifungal and antibacterial activity of essential oil of rosemary (Rosmarinus officinalis) in the application in tomato puree
Autor(es): Brandt, Cláudia Cristina Machado
Orientador(es): Lobo, Viviane da Silva
Palavras-chave: Condimentos
Alimentos - Conservação
Fungos
Condiments
Food - Preservation
Fungi
Data do documento: 7-Jul-2017
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Toledo
Citação: BRANDT, Cláudia Cristina Machado. Avaliação da atividade antifúngica e antibacteriana do óleo essencial de alecrim (Rosmarinus officinalis) na aplicação em extrato de tomate. 2017. 77 f. Dissertação (Mestrado em Processos Químicos e Biotecnológicos) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Toledo, 2017.
Resumo: O extrato de tomate é um produto muito sensível a degradação por isso existe a indicação dos fabricantes que após aberto o mesmo deve ser armazenado em geladeira e consumido em poucos dias, geralmente de cinco a sete dias. Isso se deve ao fato de que fungos e bactérias são potencialmente beneficiados pelas condições do meio do extrato de tomate. Em contrapartida, os óleos essenciais têm sido amplamente estudados por suas ações antifúngicas e antibacterianas podendo contribuir para redução da degradação de produtos alimentícios. Assim, o objetivo desse trabalho foi verificar a influência da ação antifúngica e antibacteriana que o óleo essencial de alecrim pode exercer quando aplicado em extrato de tomate. Inicialmente cultivou-se o alecrim e o tomate para obter-se uma amostragem homogênea quanto a condições de clima e solo; posteriormente, extraiu-se o óleo essencial do alecrim e verificou-se a sua composição química, atividades antioxidante, antibacteriana e antifúngica. Quanto às atividades antibacterianas utilizou-se para análise culturas de bactérias comuns em intoxicações alimentares. O óleo essencial de alecrim mostrou-se inibidor de crescimento e agente bactericida para todas as bactérias estudadas, sendo os melhores resultados obtidos para as bactérias gram-negativas Escherichia coli e Salmonella typhi, apresentando valores para ambos de 5,19 μL mL-1 e 20,75 μL mL-1 para CIM e CBM, respectivamente. A atividade antifúngica foi analisada frente a três gêneros de fungos isolados de extrato de tomate contendo micélios, sendo Mucor sp; Aspergilus sp; Penicillium sp. Para todos os gêneros na concentração 4,00 g mL-1 o halo de inibição foi superior até ao do antifúngico clotrimazol na concentração 3,0 g mL-1. Quanto à aplicação do óleo essencial em extrato de tomate em concentração de 1,0% (m/m) os valores de campos negativos pelo método adaptado de Howard, em extrato de tomate 7 dias após aberto e armazenado em geladeira chegaram a ser duas vezes maior comparado ao extrato de tomate sem a presença de óleo essencial. Após 14 dias os valores dos campos negativos continuaram se apresentando maior, comprovando um poder antifúngico do óleo essencial de alecrim aplicado nesse alimento.
Abstract: Tomato puree is a very sensitive product to degradation so there is an indication of the manufacturers to keep it chilled and consume within few days, generally five to seven days. This is due to the fact that fungi and bacteria are potentially benefited by the conditions of the tomato puree. In contrast, essential oils have been widely studied for their antifungal and antibacterial actions, and can contribute to reduce the degradation of food products. Thus, the objective of this paper is to assess the influence of the antifungal and antibacterial action that the essential oil of rosemary can exert when applied in tomato puree. Initially, rosemary and tomato were grown to obtain a homogeneous sampling in terms of climate and soil. Later, the extraction of essential oil from rosemary was carried out and its anti-oxidants antibacterial and antifungal composition were analyzed. Regarding the antibacterial activities, the cultures of common food poisoning bacteria were used for analyses. Rosemary essential oil proved to be a growth inhibitor and bactericidal agent for all bacteria studied, having the best results against gram-negative Escherichia coli and Salmonella typhi, presenting values for both 5,19 μL mL-1 and 20,75 μL mL-1 for MIC and MBC respectively. The antifungal activity was analyzed against three genera of fungi isolated from tomato puree containing mycelia: Mucor sp; Aspergilus sp; Penicillium sp. For all genera in the concentration 4.00 mg mL-1 the inhibition halo was higher even in the antifungal clotrimazole in the concentration 3.0 mg mL-1. In regard to the application of essential oil in tomato puree at the concentration of 1.0% (m / m) the negative field values found by Howard's adapted method, in tomato extract 7 days after opened and stored in refrigerator were twice higher when compared to tomato extract without the presence of essential oil. After 14 days the negative field values continued higher proving the antifungal power of rosemary essential oils when applied to this product.
URI: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3283
Aparece nas coleções:TD - Programa de Pós-Graduação em Processos Químicos e Biotecnológicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
oleoessencialalecrimextratotomate.pdf
<   Disponivel a partir de 2022-03-08
3,96 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir Solicitar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.