Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/2684
Título: A renovação das estratégias de lutas na agricultura: o caso das festas das sementes crioulas no sul do Brasil
Título(s) alternativo(s): The renovation of struggles strategies in agriculture: the case of creole seeds festivals in south of Brazil
Autor(es): Grígolo, Serinei César
Orientador(es): Diesel, Vivien
Palavras-chave: Ecologia agrícola
Sementes
Socialismo
Agricultural ecology
Seeds
Socialism
Data do documento: 30-Ago-2016
Editor: Universidade Federal de Santa Maria
Câmpus: Dois Vizinhos
Citação: GRÍGOLO, Serinei César. A renovação das estratégias de lutas na agricultura: o caso das festas das sementes crioulas no sul do Brasil. 2016. 294 f. Tese (Doutorado em Extensão Rural) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2016.
Resumo: O objetivo desta tese foi examinar as iniciativas com sementes crioulas tratando-as como um movimento social, elucidando os significados culturais e simbólicos mobilizados para a transformação da sociedade. A partir da noção de campo de Bourdieu, reconstituímos o campo das sementes posicionando no polo dominante os agentes profissionais ligados a indústria de sementes e no polo dominado os agentes da resistência, ligados aos movimentos e organizações sociais. A partir desta demarcação, buscamos identificar os mecanismos pelos quais se reproduzem os agentes dominantes e caracterizar as estratégias de luta dos agentes de resistência, problematizando seu sentido e alcance. A reconstituição do campo das sementes foi realizada a partir da análise de bibliografias produzidas no próprio campo, observando-se que o polo dominante do campo das sementes tem suas principais características definidas a partir da produção de sementes híbridas e se consolida com a transgenia. Na sua gênese a consolidação recebe aportes significativo de agentes do campo da ciência e da política. Em torno do processo que denominamos de gênese das sementes crioulas identificamos os estratégias pelas quais se busca subverter a dominação, concedendo especial atenção às festas das sementes crioulas. Com vistas a caracterizar a diversidade de estratégias de luta e seu sentido realizou-se revisão bibliográfica das iniciativas de resistência e estudo de caso em festas de sementes crioulas no sul do Brasil bem como levantamento de campo no México. Os dados primários foram obtidos, sobretudo, pela observação, entrevistas informais, registros sonoros e fotográficos, visita a museus, universidades, instituições de pesquisa, festas e feiras. As festas foram tratadas como instrumento simbólico, constituinte de movimentos contrahegemônicos. Identifica-se que a resistência se dá no contexto amplo, ou seja, em relação ao modelo de agricultura e de forma específica, pela luta conformada na defesa das sementes crioulas. A produção de sementes crioulas como bem simbólico, denega o mercado, constitui grupos produtores que se reconhecem e se legitimam, nascem e se reforçam a partir de produções autônomas, mas, sobretudo, diante da lógica dominante, vem exigindo dos participantes a construção do outro possível, no que se pode compreender como lutas para transformar a sociedade. Nesta luta, o estudo das festas das sementes crioulas revela seu potencial na produção simbólica. Este estudo contribui com análises sobre os mecanismos e alcance da produção simbólica, tanto para manter como para subverter a dominação das sementes industriais.
Abstract: The objective of this thesis was to examine the experiences with creole seeds as a resistance movement and to verify the cultural and symbolic significates associated with those seeds, mobilized for the transformation of society. We reconstructed through Bourdieu's notion of field, the field of seeds. This field is composed of professional agents linked to the seed industry as dominant agents, as well as agents of resistance, linked to social movements and organizations as dominated agents. Around the domination process, we structure the practices by which dominant agents reproduces himself and resistance strategies used by dominated agents. The reconstitution of the field of seeds was made with analysis of bibliographies produced by the field agents and it reveals that the dominant pole of the field of seeds, in its general characteristics, emerges from hybrid seeds and it is consolidated with the transgenia. From its genesis to its consolidation receives significant contributions of the science and politics fields. On the other hand, the resistance agents depend on diversified struggle strategies, with emphasis on creole seeds feasts. We take for to study the Creole Seeds feasts of the South of Brazil and some practices of resistance of Mexico. We take the feasts as symbolic instruments and constituent of counter-hegemonic movements. The primary data were obtained mainly through observation, informal interviews, sounds and photographic records of the places visited like a museums, universities, research institutions, feasts and fairs. The study points out that the resistance occurs in the broad context, that is, to agriculture model as a specific way, and in defense of creole seeds. The production creole seeds as a symbolic good, denies the market, constitute producer groups that are recognize and legitimize, are born and reinforced from autonomous productions, but, above all, in the face of the dominant logic, has been requiring of the participants the construction of the other possible, in what is understood as struggles for to transform the society. This study contributes with analysis of the reach of symbolic production both for to maintenance as to subvert the domination on the industrial seeds.
URI: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/2684
Aparece nas coleções:PCS - Teses

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
UFSM_PPGExR_T_Grigolo, Serinei César_2016.pdf4,34 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.