Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/2284
Título: Isolamento bioguiado de compostos com atividade antioxidante das folhas de Moringa oleífera
Título(s) alternativo(s): Bioguided isolation of compounds with antioxidant activity of Moringa oleifera leaves
Autor(es): Merlin, Nathalie
Orientador(es): Oldoni, Tatiane Luiza Cadorin
Palavras-chave: Antioxidantes
Fenóis
Fitoquímicos
Análise cromatográfica
Antioxidants
Phenols
Phytochemicals
Chromatographic analysis
Data do documento: 23-Fev-2017
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Pato Branco
Citação: MERLIN, Nathalie. Isolamento bioguiado de compostos com atividade antioxidante das folhas de Moringa oleífera. 2017. 102 f. Dissertação (Mestrado em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, 2017.
Resumo: A espécie Moringa oleifera (Moringaceae) é uma planta que possui ampla aplicação industrial, alto valor nutricional e que, além disso, também exibe diversas atividades biológicas. Utilizadas na medicina popular, as folhas de M. oleifera já demonstraram possuir grande variedade de moléculas bioativas, inclusive compostos fenólicos, os quais são, possivelmente, os responsáveis pelo potencial antioxidante desta parte da planta. Apesar do crescente interesse sobre a espécie e, especificamente, sobre o seu potencial fitoquímico, são escassos os trabalhos que relatam o isolamento e a identificação dos compostos bioativos presentes nas suas folhas, principalmente em exemplares cultivados no Brasil. Sendo assim, os objetivos deste trabalho foram comparar dois métodos de extração de compostos bioativos e, na sequência, isolar bioguiadamente compostos com atividade antioxidante das folhas de M. oleifera coletadas no município de Itajaí (Santa Catarina, Brasil). O monitoramento bioguiado foi realizado com ensaios in vitro de determinação da atividade antioxidante: capacidade de redução do reagente Folin-Ciocalteau, FRAP, sequestro dos radicais DPPH e ABTS, além do ORAC. A técnica de CLAE-DAD foi utilizada para a caracterização química e acompanhamento das etapas do isolamento. A principal diferença prática entre os métodos de extração avaliados foi o preparo de um extrato hidroalcoólico inicial, no processo de extração 1. A partir dos resultados de determinação da atividade antioxidante, interpretados com o auxílio de ferramentas estatísticas (teste de Tukey e teste t pareado), foi possível perceber que o potencial das folhas de M. oleifera sofreu variações em função da forma de extração e dos solventes utilizados. Em geral, as frações produzidas a partir do processo de extração 1 apresentaram maior atividade antioxidante e perfis cromatográficos com sinais mais intensos. Com base nestes resultados, a fração obtida com acetato de etila, no processo de extração 1, foi selecionada para dar sequência ao isolamento bioguiado. A purificação desta fração em coluna aberta preenchida com sílica gel gerou 61 subfrações, as quais, após análise de CCD, foram agrupadas em 18. A avaliação da atividade antioxidante das subfrações agrupadas mostrou que cinco apresentavam grande potencial. Contudo, em função do rendimento, apenas três puderam dar sequência ao isolamento. Nesta etapa, uma análise adicional foi realizada: a determinação da atividade antioxidante por CLAE on-line com o ABTS•+, que permitiu definir quais dos compostos presentes nas três subfrações possuíam maior potencial e, por isso, seriam isolados. Desta forma, cinco compostos foram isolados pela técnica de CLAE semipreparativa, sendo que dois foram testados frente ao ensaio de sequestro do DPPH•. Os valores de EC50 obtidos, 30,34 e 38,72 μg/mL, estão próximos aos encontrados na literatura para substâncias isoladas de outras matrizes naturais. A técnica de RMN permitiu identificar um flavonol glicosilado. Os resultados deste trabalho mostraram que as folhas de M. oleifera coletadas em Itajaí são fonte de compostos fenólicos com potencial antioxidante e, por isso, promissoras para aplicação nas indústrias de cosméticos, alimentos e farmacêutica.
Abstract: Moringa oleifera (Moringaceae) is a plant that has wide industrial application, high nutritional value and, also, exhibits several biological activities. Used in folk medicine, M. oleifera leaves have already been shown to possess a wide variety of bioactive molecules, including phenolic componds, which are possibly responsible for the antioxidant potential of this part of the plant. Despite the growing interest in this species and, specifically, in its phytochemical potential, there are few studies about the isolation and identification of bioactive compounds present in M. oleifera leaves, especially in specimens grown in Brazil. Therefore, the aims of this work were to compare two methods for extracting bioactive componds and, than, to isolate compounds with antioxidant activity of M. oleifera leaves collected in Itajaí (Santa Catarina, Brazil) by a bioguided study. The bioguided monitoring was carried out with in vitro assays to determine the antioxidant activity: Folin-Ciocalteau reagent reduction capacity, FRAP assay, DPPH and ABTS radical scavenging methods and, also, the ORAC assay. HPLC-DAD technique was used for chemical characterization and monitoring of the isolation stages. The main practical difference between the evaluated extraction methods was the preparation of an initial hydroalcoholic extract, in the extraction process 1. From the results of the antioxidant activity determination, interpreted with the aid of statistical tools (Tukey’s test and paired t-test), it was possible to see that the potential of M. oleifera leaves varied depending on the extraction form and on the solvents used. In general, the fractions prepared from the extraction process 1 showed higher antioxidant activity and chromatographic profiles with more intense signals. Based on these results, the fraction obtained with ethyl acetate, in the extraction process 1, was selected for the bioguided isolation. The purification of this fraction on an open column of silica gel generated 61 subfractions, which, after TLC analysis, were grouped in 18. The evaluation of the antioxidant activity of grouped subfractions showed that five of them presented great potential. However, depending on the yield, only three could follow the isolation. In this step, an additional analysis was performed: the determination of the antioxidant activity by an on-line HPLC method with the ABTS•+. This technique allowed defining which of the compounds presented in each subfraction had higher potential and, therefore, would be isolated. In this way, five compounds were isolated by semipreparative HPLC, two of them were tested by the DPPH• scavenging assay. The obtained EC50 values, 30.34 and 38.72 μg/mL, are close to those found in literature for substances isolated from other natural matrices. The NMR technique allowed identifying a flavonol glucoside. The results of this work showed that M. oleifera leaves collected in Itajaí are source of phenolic compounds with antioxidant potential and, therefore, are promising for the application in cosmetics, food and pharmaceutical industries.
URI: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/2284
Aparece nas coleções:PB - Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PB_PPGTP_M_Merlin, Nathalie_2017.pdf
  Disponível a partir de 5000-01-01
2,39 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir Solicitar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.