Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/1588
Título: Inteligência coopetitiva setorial: uma proposta de modelo
Título(s) alternativo(s): Sectorial coopetitive inteligence: a proposal for a framework
Autor(es): Schneider, Ariane Hinça
Orientador(es): Carvalho, Hélio Gomes de
Palavras-chave: Inteligência competitiva (Administração)
Planejamento estratégico
Gestão do conhecimento
Gestão da informação
Business intelligence
Strategic planning
Knowledge management
Information management
Data do documento: 27-Fev-2015
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Citação: SCHNEIDER, Ariane Hinça. Inteligência coopetitiva setorial: uma proposta de modelo. 2015. 409 f. Tese (Doutorado em Tecnologia) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2015.
Resumo: O contexto do ambiente de negócios aponta a necessidade de novas formas de gestão para a competitividade sustentável das organizações ao longo do tempo. A coopetição caracteriza-se como uma alternativa para interação entre diferentes atores, que concorrem e cooperam simultaneamente, na busca de objetivos comuns. Essa relação dual, dentro de uma perspectiva de ampliação dos ganhos, transforma competidores em parceiros e favorece a competitividade, principalmente de organizações de um mesmo setor. A disciplina de inteligência competitiva, por sua vez, tem auxiliado as organizações, individualmente, na sistematização de informações que apoiam o processo de tomada de decisão, o qual beneficia a competitividade. Em função disso, observa-se a possibilidade de conciliar a coopetição e a inteligência competitiva em um processo sistematizado de inteligência setorial para relações coopetitivas. O objetivo geral desta pesquisa, portanto, é propor um modelo de inteligência coopetitiva setorial. O delineamento metodológico caracteriza-se como, de abordagem mista (métodos quantitativos e qualitativos), de natureza aplicada, de objetivos exploratórios e descritivos. Os procedimentos adotados foram a pesquisa bibliográfica, por meio da análise bibliométrica e estudo de caso. A Articulação das Rotas Estratégicas para o Futuro da Indústria Paranaense foi o objeto de investigação selecionado. Foram elaborados protocolos para a coleta de dados primários e secundários. Na coleta de dados primários foram enviados questionários web aos setores selecionados para investigação. Foram obtidas 149 respostas completas do questionário web e também foram realizadas entrevistas com todos os integrantes da equipe técnica da Articulação, um total de cinco entrevistados. Após a coleta, todos os dados foram tabulados, analisados e validados por meio de grupo focal com os mesmos cinco integrantes da equipe técnica da Articulação e realizadas entrevistas com um representante de cada um dos quatro setores selecionados, num total de 9nove participantes da validação. Os resultados da pesquisa permitiram a sistematização de um modelo de inteligência coopetitiva setorial denominado ICoopS. Esse modelo é caracterizado por cinco fases, quais sejam: planejamento, coleta, análise, desenvolvimento de projetos, disseminação e avaliação. Cada uma das fases está detalhada em entradas, atividades e saídas. Os resultados da pesquisa apontam que a coopetição setorial é motivada principalmente pelo compartilhamento de conhecimento, desenvolvimento tecnológico, investimentos em P&D, inovação, integração da cadeia e complementação de recursos. Foi reconhecida a importância de uma instituição neutra como facilitadora e incentivadora da aproximação interorganizacional. Dentre as principais dificuldades figuram o financiamento para os projetos, a adesão de novos integrantes, a falta de ferramentas para análise das informações e a disseminação das ações.
Abstract: The business environment context points at the necessity of new forms of management for the sustainable competitiveness of organizations through time. Coopetition is characterized as an alternative in the interaction of different actors, which compete and cooperate simultaneously, in the pursuit of common goals. This dual relation, within a gain-increasing perspective, converts competitors into partners and fosters competitiveness, especially that of organizations within a specific sector. The field of competitive intelligence has, in its turn, assisted organizations, individually, in the systematization of information valuable to decision-making processes, which benefits competitiveness. It follows that it is possible to combine coopetition and competitive intelligence in a systematized process of sectorial intelligence for coopetitive relations. The general aim of this study is, therefore, to put forth a model of sectorial coopetitive intelligence. The methodological outlining of the study is characterized as a mixed approach (quantitative and qualitative methods), of an applied nature, of exploratory and descriptive aims. The Coordination of the Strategic Roadmapping Project for the Future of Paraná's Industry is the selected object of investigation. Protocols have been designed to collect primary and secondary data. In the collection of the primary ata, online questionary were sent to the sectors selected for examination. A total of 149 answers to the online questionary were obtained, and interviews were performed with all embers of the technical team of the Coordination, in a total of five interviewees. After the collection, all the data were tabulated, analyzed and validated by means of focal groups with the same five members of the Coordination technical team, and interviews were performed with a representative of each of the four sectors selected, in a total of nine participants in the validation. The results allowed the systematization of a sectorial coopetitive intelligence model called ICoops. This model is characterized by five stages, namely, planning, collection, nalysis, project development, dissemination and evaluation. Each stage is detailed in inputs, activities and outputs. The results suggest that sectorial coopetition is motivated mainly by knowledge sharing, technological development, investment in R&D, innovation, chain integration and resource complementation. The importance of a neutral institution has been recognized as a facilitator and incentive to the approximation of organizations. Among the main difficulties are the financing of the projects, the adhesion of new members, the lack of tools for the analysis of information and the dissemination of the actions.
URI: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/1588
Aparece nas coleções:CT - Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Sociedade

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_PPGTE_D_Schneider, Ariane Hinça_2015.pdf
  Disponível a partir de 5000-01-01
10,09 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir Solicitar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.