Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/24885
Título: Toxicidade de cromo e mercúrio sobre allium cepa L. em concentrações observadas após o rompimento da barragem de Brumadinho
Título(s) alternativo(s): Toxicity of chromium and mercury on Allium cepa L. in concentrations observed after the rupture of the Brumadinho dam
Autor(es): Daufenbach, Vanessa
Orientador(es): Oliveira, Elton Celton de
Palavras-chave: Metais pesados
Barragens de terra
Sementes - Testes
Heavy metals
Earth dams
Seeds - Testing
Data do documento: 26-Fev-2021
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Campo Mourao
Citação: DAUFENBACH, Vanessa. Toxicidade de cromo e mercúrio sobre allium cepa l. em concentrações observadas após o rompimento da barragem de Brumadinho. 2021. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campo Mourão, 2021.
Resumo: A barragem B1 do complexo da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho-MG, se rompeu em janeiro de 2019, provocando a morte de centenas de pessoas e animais, e causando danos incalculáveis ao meio ambiente. A pluma de rejeitos espalhou vários metais dissolvidos, tais como cromo e mercúrio, ao longo do rio Paraopeba, alcançando até o rio São Francisco. Devido ao potencial de bioacumulação nos organismos e biomagnificação na cadeia trófica, os metais são elementos perigosos ao meio ambiente e a população ribeirinha e, por isso, necessitam de acompanhamento e investigação de seus impactos. Dessa forma, o sistema teste de Allium cepa como bioindicador pode ser usado para avaliar o potencial tóxico desses contaminantes no ecossistema. O presente estudo avaliou a toxicidade em sementes de A. cepa expostas a amostras sintéticas de cromo (0,025 e 2,47 mg.L-1), mercúrio (0,1 e 4,23 µg.L-1) e uma solução composta com os dois metais (2,47mgCr.L-1e 4,23 µgHg.L-1). As concentrações foram selecionadas com base nos dados da legislação brasileira para rios classe 2 e nos relatórios de qualidade da água do rio Paraopeba, logo após o desastre. Os ensaios foram realizados em quadruplicatas e em ambiente com fotoperíodo e temperatura controlados. Os parâmetros de germinação e comprimento radicular foram avaliados durante 288h e o ciclo celular, as aberrações cromossômicas e as massas fresca e seca em 120h. Os resultados indicaram que os metais diminuem a taxa de germinação das sementes, interferem no ciclo celular e induzem aberrações cromossômicas, principalmente a solução composta com ambos os metais. Mesmo as menores concentrações, permitidas em legislação, causaram efeito citogenotóxico, evidenciando o elevado potencial de resposta do teste com A. cepa e a fragilidade da legislação brasileira em relação às concentrações permitidas e ao efeito sinergético de misturas. Através desses resultados, pode-se inferir que a utilização da área afetada pela lama deve ser evitada ao máximo e o uso desse tipo de ensaio ecotoxicológico intensificado.
Abstract: The B1 dam of the Córrego do Feijão mine complex, in Brumadinho-MG, broke in January 2019, causing the death of hundreds of people and animals, and causing incalculable damage to the environment. The tailings plume spread several dissolved metals, such as chromium and mercury, along the Paraopeba River, reaching as far as the São Francisco River. Due to the potential for bioaccumulation in organisms and biomagnification in the food chain, metals are elements that are dangerous to the environment and the riverside population and, therefore, need monitoring and investigation of their impacts. Thus, the Allium cepa test system as a bioindicator can be used to assess the toxic potential of these contaminants in the ecosystem. The present study evaluated the toxicity in A. cepa seeds exposed to synthetic samples of chromium (0.025 and 2.47 mg.L-1), mercury (0.1 and 4.23 µg.L-1) and a compound solution with the two metals (2.47 mgCr.L-1 and 4.23 µgHg.L-1). Concentrations were selected based on data from Brazilian legislation for class 2 rivers and water quality reports from the Paraopeba River, shortly after the disaster. The tests were performed in quadruplicates and in an environment with controlled photoperiod and temperature. The germination parameters and root length were evaluated during 288h and the cell cycle, chromosomal aberrations and fresh and dry masses in 120h. The results indicated that the metals decrease the germination rate of the seeds, interfere in the cell cycle and induce chromosomal aberrations, mainly the compound solution with both metals. Even the smallest concentrations, permitted in legislation, caused cytogenotoxic effect, evidencing the high response potential of the test with A. cepa and the fragility of the Brazilian legislation in relation to the permitted concentrations and the synergistic effect of mixtures. Through these results, it can be inferred that the use of the area affected by the mud should be avoided as much as possible and the use of this type of ecotoxicological test intensified.
Descrição: Acompanha: Toxicidade de cromo e mercúrio sobre allium cepa L. em concentrações observadas após o rompimento da barragem de Brumadinho
URI: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/24885
Aparece nas coleções:CM - Programa de Pós-Graduação em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
toxicidadecromomercuriobrumadinho.pdf2,62 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir
toxicidadecromomercuriobrumadinho_produto.pdf461,79 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons