Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/547
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorBertucci, Roberlei Alves-
dc.creatorFoltran, Maria José-
dc.date.accessioned2013-08-06T23:01:34Z-
dc.date.available2013-08-06T23:01:34Z-
dc.date.issued2007-04-
dc.identifier.citationBERTUCCI, Roberlei Alves; FOLTRAN, Maria José. O verbo chegar como auxiliar no português brasileiro. Revista Estudos Linguísticos, São Paulo, v. 36, n. 1, p. 162-170, jan./abr. 2007. Disponível em: <http://gel.org.br/estudoslinguisticos/edicoesanteriores/4publica-estudos-2007/sistema06/17.PDF>. Acesso em: 07 jun. 2013.pt_BR
dc.identifier.issn1413-0939-
dc.identifier.urihttp://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/547-
dc.description.abstractFrom Squartini´s work (1998) about some Romance Periphrases, this paper wants to discuss the behavior of the chegar (to arrive) followed for an infinitive verb and, in the majority of cases, the preposition a (to) in Brazilian Portuguese. The hypothesis is that chegar, in this syntactic context, is an aspectual auxiliary when is an auxiliary in the periphrases. We analyze, from Brazilian Portuguese examples, the aspectual interpretation that we can infer of them. From some characterizations given to auxiliaries verbs in the literature, we show tests to check if is possible to say that, in these contexts, chegar is similar to a real auxiliary verb or if it still keeps the full verb properties.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.relation.ispartofRevista Estudos Linguísticospt_BR
dc.relation.urihttp://gel.org.br/estudoslinguisticos/edicoesanteriores/4publica-estudos-2007/sistema06/17.PDFpt_BR
dc.rights.uri“A aprovação dos artigos para publicação implica na cessão imediata e sem ônus dos direitos de publicação nesta revista. O(s) autor(es) autoriza o Grupo de Estudos Lingüísticos do Estado de São Paulo (GEL) a reproduzi-lo e publicá-lo na Revista Estudos Lingüísticos, entendendo-se os termos "reprodução" e "publicação" conforme definição respectivamente dos incisos VI e I do artigo 5° da Lei 9610/98. O(s) autor(es) continuará(rão) a ter os direitos autorais para publicações posteriores. O artigo poderá ser acessado pela rede mundial de computadores (www.gel.org.br/estudoslinguisticos), sendo permitidas, a título gratuito, a consulta e a reprodução de exemplar do artigo para uso próprio de quem o consulta." Disponível em: <http://www.gel.org.br/novo/estudos-linguisticos/normas.php>. Acesso em: 07 jun. 2013.pt_BR
dc.subjectLíngua portuguesa - Verbos auxiliarespt_BR
dc.subjectAnálise linguística - Verbospt_BR
dc.subjectPortuguese language - Auxiliary verbspt_BR
dc.subjectLinguistic analysis (Linguistics) - Verbpt_BR
dc.titleO verbo chegar como auxiliar no português brasileiropt_BR
dc.typearticlept_BR
dc.description.resumoApoiado na proposta de Squartini para algumas perífrases das línguas românicas, o trabalho a ser apresentado discute o comportamento do verbo chegar em construções com outro verbo seguido de infinitivo, acompanhado ou não da preposição a. A hipótese é de que chegar, nesse contexto sintático, tem traços de aspectualidade quando encabeça perífrase. Discutimos, a partir dos dados do português brasileiro (PB), a interpretação aspectual que se pode inferir dos exemplos. A partir de certas caracterizações atribuídas aos auxiliares na literatura, apresentamos testes que checam se é possível concluir que, nessas construções, o verbo chegar se comporta como um auxiliar verdadeiro ou se ainda preserva as propriedades de um verbo pleno.pt_BR
dc.description.embargo5000-
dc.publisher.localCuritibapt_BR
Aparece nas coleções:PCS - Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ESTUD. LINGUIST._Bertucci, Roberlei Alves_2007.pdf
  Acesso Restrito
166,08 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir Solicitar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.