Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/175
Título: Interculturalidade no ambiente empresarial: relações entre brasileiros e estrangeiros na Volkswagen/Audi de São José dos Pinhais-PR
Autor(es): Trevisan, Lino
Orientador(es): Carvalho, Marília Gomes de
Palavras-chave: Comportamento organizacional
Cultura organizacional
Empresas multinacionais - Aspectos sociais
Relações internacionais e cultura
Industria automobilística - Aspectos sociais
Trabalhadores da indústria automobilística
Organizational behavior
Corporate culture
Society and international business enterprises
Culture and international relation
Auto workers - social aspects
Auto workers
Data do documento: 26-Nov-2001
Editor: Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná
Câmpus: Curitiba
Citação: TREVISAN, Lino. Interculturalidade no ambiente empresarial: relações entre brasileiros e estrangeiros na Volkswagen/Audi de São José dos Pinhais-PR. 2001. 185 f. Dissertação (Mestrado em Tecnologia) - Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná, Curitiba, 2001.
Resumo: Este trabalho foi motivado pelo interesse de pesquisar as relações interculturais entre trabalhadores brasileiros e estrangeiros numa empresa multinacional do setor automobilístico instalada na região metropolitana de Curitiba. A empresa selecionada para a realização da pesquisa de campo foi a Volkswagen/Audi instalada em São José dos Pinhais. A referida pesquisa teve como objetivo identificar as dificuldades enfrentadas pelos funcionários no relacionamento intercultural e as estratégias utilizadas para superá-las. Sendo uma pesquisa de natureza qualitativa, optou-se pela realização de entrevistas semi-estruturadas para a coleta de dados. Foram entrevistados quinze trabalhadores brasileiros e dez "expatriados" dos setores de produção e de administração. Utilizou-se como referencial teórico os conceitos de cultura, diversidade cultural, interculturalidade e cultura organizacional. Para melhor compreensão das representações dos dois principais grupos de entrevistados - brasileiros e alemães - fez-se também uma breve caracterização da cultura e da cultura organizacional brasileira e alemã. Na apresentação dos resultados da pesquisa, faz-se a exposição das representações dos brasileiros, depois dos expatriados, para em seguida analisá-las à luz do referencial teórico que fundamenta este trabalho, apontando semelhanças e diferenças nas representações dos dois grupos de entrevistados sobre suas relações interculturais na empresa. As representações foram agrupadas em blocos e organizadas em itens, nos quais foram reunidas as características mais reveladoras das opiniões mencionadas pelos entrevistados e que respondem ao objetivo deste trabalho. Portanto, inicia-se com algumas considerações de ordem geral, depois são apresentadas as dificuldades identificadas pelos funcionários no relacionamento intercultural, seguidas das estratégias utilizadas para superá-las. Finalmente apresenta-se as representações recíprocas do "nós" e "eles" manifestadas nas entrevistas pelos funcionários brasileiros e xpatriados. A discussão destas representações e tentativa de análise, por sua vez, é uma nova interpretação, feita pelo autor. Em síntese este trabalho é uma interpretação de interpretações.
Abstract: This investigation started from an interest to study the intercultural relationships between Brazilian and foreign workers in an automobile multinational company located in the outskirt area of Curitiba. The company chosen to be the setting of the research was Volkswagen/Audi located in São José dos Pinhais. The objective of this investigation was to identify difficulties employees faced in the intercultural relationships and the strategies they used to overcome the problems. Semi-structured interviews were used to collect data since this study was designed in a qualitative paradigm. Fifteen Brazilian workers and ten expatriates of the production sector and administrative department were interviewed. The concepts behind this study are the cultural, cultural diversity, intercultural relationships and organizational culture concepts. In order to better understand the representations of the two main groups interviewed - Brazilians and Germans - brief features of the culture and organizational culture of Brazil and Germany were raised. In the results of the research, Brasilian representations weere shown followed by the "expatriates". Afterwards, these representations were analyzed using the concepts which support this study showing similarities and differences of representations of the two groups interviewed concerning their intercultural relationsships in the company. The representations were grouped in blocks and organized in items, the most revealing characteristics of the opinions mentioned by the interviewees were reunited and which meets the objetive of this study. Therefore, in this investigation some general considerations were made, followed by the presentation of the difficulties identified by the employees in the intercultural relationships, and after that, the strategies used by the group to overcomme the problems. Finally, reciprocal representations of "we ant "they", which were found in the interviews of the two groups, were presented. The discussion of these representations and the attempt to analyze them is a new interpretation done by the researcher. In sum, this study is the interpretation of interpretations.
URI: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/175
Aparece nas coleções:CT - Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Sociedade

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_PPGTE_M_Trevisan, Lino_2001.pdf
  Acesso Restrito
702,19 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir Solicitar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.